Prefeita de Jaru esclarece sobre mandados de prisão expedidos no município

Na data de hoje (19) foi divulgada matéria a nível nacional sobre o envolvimento de prefeitos e gestores de Instituto de Previdência em esquema de gestão fraudulenta, desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, no qual diversos municípios do país encontram-se envolvidos, dentre eles o nosso município de Jaru.

A fim de esclarecer à população acerca de tal fato, a Prefeita Sônia Cordeiro de Souza, vem esclarecer que lamenta profundamente saber que o município de Jaru tenha sido envolvido em tal esquema e que tal fato não ocorreu na atual gestão, ocorreu em Junho do ano Passado, quando o então Prefeito Jean Carlos dos Santos estava a frente do executivo e Paulo Werton Joaquim dos Santos era o superintendente do Instituto de Previdência (atual adjunto da casa civil), efetivaram a transferência de R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais) dos cofres do Instituto para um banco cuja situação junto ao banco central já demonstrava instabilidade, vindo logo em seguida ser decretada sua liquidação.

A Prefeita Sônia, preocupada com a situação, tão logo assumiu seu mandato, tratou de nomear Comissão de Tomada de Contas Especial para apurar o fato e posteriormente o Instituto de Previdência (JARUPREVI) ajuizou ação civil pública com a finalidade de bloquear os valores ainda existentes na conta do citado banco, obtendo êxito no bloqueio através de Liminar expedida pelo juiz da primeira vara cível de Jaru.

Assim, para que os fatos possam chegar claros à população, é que se presta essa nota, esclarecendo- os de que e que não há nenhum envolvimento da atual gestão, ao contrário esta encontra-se buscando os meios legais para ver ressarcido os cofres do Instituto de Previdência, resguardando o erário público.

É o que temos a esclarecer.

Fonte: Assessoria

Comente

   
     
 
© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados Conexao190. Jaru/RO Levando mais Informação.