Prefeitura de Jaru busca soluções para vencer a crise

10174861_1002824123145513_998411214741024113_nA inflação do Índice de Preços ao Consumidor – Amplo (IPCA), oficial do país, fechou o ano em 10,67%. E isso influencia diretamente na vida da população, inclusive nas ações das prefeituras, que caso a arrecadação não for maior, perde o seu poder de compra e de investimentos.

Para entendermos melhor, vamos analisar as duas principais fontes de arrecadação da prefeitura de Jaru: o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS). No mês de fevereiro de 2015 os dois repasses foram de R$ 3.554.523,72 e no mesmo período, em 2016, de R$ 3.890.654,48. Ou seja, um aumento de apenas 8,64%, ficando assim, abaixo do aumento da inflação.

Com essa diferença, fica muito difícil investir em melhorias e equilibrar as contas públicas. Contudo, umas das ações providenciadas pelo executivo municipal, com o apoio da câmara municipal, é a reforma administrativa, onde se pretende economizar mais de R$ 600 mil por mês.

De acordo com o prefeito, outras ações estão sendo tomadas, como: implementação da arrecadação, encerramento de contratos de terceirizados e consistência nos investimentos de recursos. Inaldo ainda destacou a importância que tem a parceria da comunidade e o apoio do governo do estado.

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Jaru

Comente

   
     
 
© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados Conexao190. Jaru/RO Levando mais Informação.