Jaru – Policia Civil elucida homicídio de homem encontrado morto dentro do poço e prende cinco pessoas

Policiais do Serviço de Investigação e Captura da Policia Civil de Jaru – SEVIC elucidaram mais um crime de homicídio ocorrido no dia 01/01/14, onde na ocasião o jovem Luiz Henrique Viana Pacheco, o popular Bocão, 20 anos de idade foi morto cruelmente e seu corpo foi jogado dentro de um poço.

Após consumarem o crime, os criminosos jogaram o corpo da vítima dentro de um poço na tentativa de esconder o cadáver. O crime chocou a população devido à brutalidade de como os criminosos agiram. A vítima foi estrangulada com um pedaço de fio, logo em seguida os criminosos desferiram pedradas na cabeça da vítima que não resistiu aos ferimentos vindo a óbito ainda no local.

Após tomar conhecimento do crime, Policiais do SEVIC deram inicio ao incessante trabalho de investigação a fim de elucidar o crime e punir os infratores. Após quase trinta dias de investigação, os policiais descobriram que os assassinos se tratavam das pessoas de Paulo Pereira dos Santos (acusado de ser o mandante), Rafael Consorte dos Anjos, Diego Guimarães Vieira, Edgar Pereira da Rocha vulgo Pernambuco e Geci Candido de Laia.

ENTENDA O CRIME

De acordo com informações colhidas, a vítima em companhia de outros amigos teria agredido fisicamente Diego, esse por sua vez resolveu que iria matar Luiz Henrique. Diego conversou com Paulo, pois ambos residiam no mesmo endereço sobre sua vontade de assassinar seu desafeto, e Paulo falou que daria cinco gramas de Crack para Diego se ele fizesse o crime.

Paulo manifestou vontade de matar a vítima, devido uma divida que ele possuía para com Luiz Henrique, e com sua morte não mais teria o compromisso de quitar a dívida.

Pernambuco e Rafael se propuseram a ajudar a matar Luiz Henrique com a condição de fumarem juntos as cinco gramas da droga. Diego então foi ao encontro de Bocão e o convidou para fumar crack, a vítima aceitou o convite sem saber que na verdade era uma armadilha, e quando chegaram na residência de Paulo, Pernambuco, Geci e Rafael o atacaram e o mataram. Para cometer o crime os assassinos utilizaram um pedaço de fio e pedras, logo em seguida se desfizeram do corpo.

Paulo foi preso na cidade de Machadinho do Oeste com o apoio da Policia Civil local, já Pernambuco foi preso no município de Theobroma com o apoio da PM local, o restante dos envolvidos foram presos no município de Jaru.

Todos os envolvidos tiveram suas prisões preventivas decretadas, se condenados poderão responder pelo crime de homicídio, tentativa de ocultação de cadáver e motivo torpe, as penas variam entre 12 a 30 anos.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE O CASO

FONTE:JARU NOTICIA

 

Comente

   
     
 
© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados Conexao190. Jaru/RO Levando mais Informação.